Conselhos para poupar luz, água e salvar o planeta

Conselhos para poupar luz, água e salvar o planeta

Os seguintes truques para poupar nas contas de luz, água e gás serão de grande ajuda para que possa realizar um consumo mais responsável e eficiente em casa. A poupança de recursos como a água é uma responsabilidade de todos, não apenas para poupar dinheiro, mas também para proteger o ambiente! E como essa responsabilidade começa em casa, deixamos alguns conselhos que pode começar a aplicar já hoje.

  1. Climatize de forma natural

Pisos e janelas são grandes “ladrões” de frio e calor. Deve selar todas as aberturas, tapar as janelas com cortinas e colocar tapetes no chão. Não apenas criará um ambiente mais acolhedor e envolvente, como também consumirá até 25% menos energia no inverno. No verão, baixe as persianas e feche as cortinas nas horas de maior calor, e abra-as quando começar a arrefecer. São boas formas de evitar usar o ar condicionado.

  1. Termostatos

Normalmente, os aquecedores são regulados para que a água quente saia a 60ºC, sendo que deve misturá-la com água fria para não se queimar, desperdiçando energia em vão. Reduza para 40 ºC, pois será suficiente e assim já poupa mais.

  1. Eletrodomésticos mais ecológicos

Opte sempre aqueles que contenham a etiqueta energética A. São os mais ecológicos? Não,  existem outros, como máquinas de lavar e lava-louças bitérmicas. Caracterizam-se por não utilizarem resistências elétricas para aquecer a água, poupando até 90% de energia. Mas claro, vai precisar de duas entradas de água separadas.

  1. Um frigorífico que gaste pouco

É o eletrodoméstico que mais gasta – 19% da conta de luz – porque está ligado o dia todo. Cuide das borrachas da porta, e troque-as caso não feche bem. Importante: Regule a temperatura do frigorífico para 7ºC e a temperatura do congelador para 18ºC, e encha-o. Ao contrário do que possa parecer, um congelador vazio gasta mais energia.

  1. Cuidado com o computador

Sabia que pode representar 10% da conta de luz? Reduza seu consumo desligando os periféricos que não está a usar e o monitor quando deixar de o usar totalmente. 

  1. Iluminação LED: investir mais para gastar menos

As lâmpadas halógenas consomem 10 vezes mais que as LED e sim, estas são mais caras, mas pagam-se antes do fim da sua vida útil (entre 8.000 e 10.000 horas). Se optar por  instalar reguladores, ajustará a luz e o gasto à atividade que seja realizada em todos os momentos.

  1. Lavagens com consumo mínimo

 Sempre que puder, coloque a máquina de lavar com a carga máxima e selecione um programa curto e água fria. É uma das formas de poupar eletricidade, dinheiro e reduzir as emissões de gases de efeito estufa. Não exagere no detergente, pois mais quantidade não lava melhor, e só aumenta o desperdício.

  1. Pequenos atos que poupam água

Está mais de 5 minutos no chuveiro? Faça um teste: tente que, por um mês, os seus banhos não ultrapassem 5 minutos. Vai notar isso na sua próxima fatura. Por outro lado, ao lavar as mãos, ensaboe sempre com torneira fechada. E faça o mesmo ao escovar os dentes. Parece óbvio, mas se toda a família fizer isso, vai poupar bastante.

  1. Menos água que parece mais

Por 15€ pode reduzir o custo de qualquer torneira da casa em 50%. Como? Com um perlizador ou aerador. Isto acrescenta ar à saída de água e reduz seu fluxo real e nem damos conta. Na realidade sai menos água, mas parece que sai mais.

  1. Recupere a água

Quando toma banho, mesmo que tenha torneiras termostáticas, os primeiros litros até que a água saia na temperatura ideal, são desperdiçados. Pode recuperá-los para outras utilizações, como lavar algumas roupas à mão ou usar essa água para a limpeza da casa. Um gesto fácil que reduzirá as suas despesas.

Ao lavar os legumes, faça-o num recipiente mais pequeno em vez de o fazer no lava loiça. Pode aproveitar essa água para regar as suas plantas. Com este simples reaproveitamento, conseguirá poupar mais de 10 litros por dia que, multiplicados por 30 dias… Faça as contas!

 

Apoios sociais na água

E já que falamos de poupar na fatura da água, sabia que existe uma tarifa social de água? Este apoio social na água é atribuído pela maioria dos municípios do país, sendo uma ajuda a reduzir os gastos mensais no lar. A tarifa social da água é atribuída em função das condições socioeconómicas de cada agregado familiar e é atribuída automaticamente, sendo possível essa indicação na própria fatura.

O titular do contrato deve apresentar o formulário específico preenchido e os documentos de identificação para fazer o pedido da tarifa social.

Desta forma, deve contactar com o seu município, e consultar se a mesma está disponível para poder ter acesso ao apoio.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.